quinta-feira, 22 de julho de 2010

Paz sem guerra: O céu na terra.



Mais uma pessoa a procura do paraíso,
que quer fugir dessa loucura, desse mundo indeciso.



É preciso amar nesse mundo que é um inferno
Espero que lidar com a dor não seja um mal eterno.



Quero um mar de paz, saúde e alegria,
Uma ilha onde não haja inveja e nem tristeza.



Dar o melhor de mim a cada dia,
Dizer sempre sim ao bem e a sua beleza.



Covardia não existiria nesse conceito,
Plantaria admiração, compaixão, respeito.



Semear o bem no coração de quem
Já chorou por amor e por ódio também,



convém,


que cada um faça sua parte,
Para um bem comum transformar o mundo em arte.



Não descarte seu sentimento mais profundo,
E a cada momento faça parte desse mundo.



Não me confundo mais, com meu coração em paz,
Ao lado de meus amigos sinto-me mais capaz
De criar, modelar discutir, dizer a coisa certa.



Essa é minha meta:
• Um lugar de sonhos e magia
• Um lugar melhor a cada dia


Se isso for possível,


quem diria que aconteceria?



Utopia não me impossibilita de sonhar,
Que talvez um dia tudo ainda há de mudar


Que não seja um grito mudo como cada ataque,
Como o absurdo que acontece aqui ou no Iraque,



Quem está envolvido não esquece o que acontece,
E assim na guerra cresce onde o mal se sobrepõe.



Não adianta vedar os olhos se você não se opõe,
E não evita uma vida onde nego dita as condições.



Não fique maquinando um pensamento destrutivo,
E nada de negativo sem motivo, Pois o pensamento positivo
Diferencia um cara ativo de outro passivo,
Diferenciando um ser de outro ser vivo.